segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Hidroginástica na Gestação

Oi Pessoal tudo bem?

Já falamos aqui no blog sobre atividade física na gestação e agora vamos falar especificamente da hidroginástica, estou praticando essa modalidade e tenho percebido bons resultados e vou dividir minhas experiências e também a opinião de um especialista.

Antes de engravidar eu não estava praticando nenhuma atividade, as vezes caminhava, mas sem regularidade, depois que engravidei precisei ficar três meses em repouso devido a um deslocamento de ovário (conto essa história aqui). Após esse período fui liberada e quis realizar alguma atividade que fizesse bem e me ajudasse a não ficar parada. 
A princípio pensei em pilates, mas não encontrei um local com um bom custo benefício (a parte financeira pesou na escolha também), comecei a fazer caminhadas e percebi que estava me sentindo melhor, sentindo menos cansaço e mais disposição, mas não tinha tanta disciplina, tentava fazer 30 minutos, 3 vezes por semana, mas nem sempre isso acontecia.
Queria algo a mais e decidi começar a hidroginástica, já havia lido algumas matérias e minha médica também, já havia me falado dos benefícios, por ser uma atividade na água não tem impacto o que facilita os movimentos e é bastante indicada para o período da gestação.

Um pouquinho das minhas aulas :)
 Faço as aulas no clube onde somos sócios, não são aulas exclusivas para gestantes, mas na
minha turma tem mais duas alunas grávidas, a maioria dos exercícios podemos fazer como todo mundo, alguns sofrem leves adaptações, mas o professor sempre avisa e vamos nos ajustando.
Tenho gostado bastante, percebo que a minha musculatura está sendo fortalecida, apesar de ser na água, preciso me esforçar para realizar os exercícios, são simples, mas exigem força. 
Estou mais disposta, e as dores que sinto nas mãos tem diminuído bastante. 

Um pouquinho das minhas aulas :)
Muitas gestantes tem problemas de inchaço nas pernas e pés e a atividade física auxilia nesse processo de circulação e funciona como uma drenagem. Fiquei uma semana sem ir às aulas, por motivos diversos, e meus pés ficaram inchados :( Quando pratico os exercícios o inchaço desaparece, funciona mesmo.

Além disso tem a parte divertida de conhecer novas pessoas, interagir e sentir a sensação de dever cumprido. 
Pretendo fazer até o final da gestação, mas lembrando que antes de começar a minha GO me autorizou e me deu um atestado de saúde. É sempre importante conversar com seu médico e avaliar os riscos e os benefícios para qualquer atividade.

De acordo com Andrea Faria, professora da academia Fórmula, em São Paulo: "A hidroginástica trabalha o fortalecimento do abdome e do músculo do períneo, o que ajuda na hora do parto"
Um estudo realizado pela Universidade de Campinas (Unicamp) apontou que a prática da hidroginástica poderia contribuir para amenizar as dores do parto, reduzindo portanto a quantidade e a necessidade de anestesias. Apesar de as conclusões dessa pesquisa serem promissoras, ainda não há trabalhos científicos de grande porte que comprovem tais efeitos da hidroginástica.

Andrea observa que assim como qualquer esporte, a prática da hidroginástica requer cuidados, como cautela com a temperatura da água (que deve ficar abaixo dos 30 graus) para evitar elevação excessiva da temperatura do corpo e atenção com os movimentos para não provocar dores nas costas ou lesões mais graves. Durante as aulas, a frequência cardíaca da gestante deve ser monitorada, mas mais importante que isso é ficar de olho na disposição. Uma dica da instrutora para quem faz hidro é ficar atenta à respiração: "Se parecer que subiu uma ladeira correndo, é porque foi longe demais e tem que parar. Ouça seu corpo".
"Os professores têm que sentir se a grávida está conseguindo falar normalmente e se não está vermelha e ofegante. A mulher não pode ficar toda esbaforida, se não pode faltar ar para o bebê também", alerta ela.

Outra coisa fundamental é não ir para as aulas em jejum (mais de três horas sem comer). Os especialistas recomendam tomar um bom café da manhã (ou lanche, se for à tarde ou à noite) cerca de uma hora antes dos exercícios, e não esquecer de ingerir líquidos antes, durante e depois da atividade física para evitar uma desidratação.

Confie no seu instinto, que costuma estar bem afinado na gestação – se achar que uma atividade não é boa para você, não faça. O contrário também costuma ser verdadeiro.

E vocês tem feito alguma atividade? Conte aqui nos comentários quais são suas experiências.

beijos

Fonte: http://brasil.babycenter.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário