sábado, 1 de agosto de 2015

Apolo e sua Alimentação

Apolo completou 01 ano de vida esse mês, já é um adulto e não come mais ração para filhotes.

Um pouquinho do desenvolvimento do Apolo


Vamos falar sobre a alimentação e como a ração foi importante para ajudar no crescimento e desenvolvimento do nosso Popó.

Primeiro vamos entender um pouco sobre os tipos de ração e lembrar que qualquer uma deve ter o selo do Ministério da Agricultura com o seu número de registro. Mesmo a ração mais barata tem que atender aos níveis mínimos necessários para a manutenção de boas condições físicas de um cão. Então nada de comprar ração sem procedência. Inclusive eu descobri que é proibida a venda de ração a granel conforme esse decreto: Decreto Presidencial nº 6296, de 11 de dezembro de 2007. 

Mas vamos às categorias:
(fonte:www.cachorrogato.com.br)

Comum – É o tipo de ração mais barata do mercado, e na maior parte das vezes, é de menor qualidade. O seu cãozinho precisa se alimentar com rações de fonte animal, nesse tipo de ração a fonte é natural, como, por exemplo, farelo de milho e de soja. Ou seja, não é o suficiente para suprir a demanda proteica que ele precisa.

Standart -  É um tipo de ração balanceada com a qualidade da proteína reduzida. No geral, grande parte dos animais convive bem com este tipo de ração. Oferecem uma nutrição adequada, atendendo às necessidades básicas de um cão ou gato, entretanto a quantidade de alimento que precisam ingerir para suprir as necessidades físicas e orgânicas é maior.

Premium - São rações mais
completas, com preço superior aos das rações tipo Standard. Possuem melhores teores de proteínas com boa digestibilidade. Feitas a partir de matérias-primas de melhor qualidade quando comparadas com as rações Standard. Normalmente possuem alguns suplementos na fórmula, como os ácidos e graxos e ômega 3, que têm ação comprovada na manutenção de pelagem bonita. Atendem muito bem às necessidades nutricionais da grande maioria dos pets.

Super Premium -  A alimentação "top de linha", nutricionalmente completas, as rações Super Premium são as de maior preço no mercado. São elaboradas com as melhores matérias-primas e têm maior palatabilidade. As marcas de rações Super Premium possuem linhas segmentadas de tipos de ração de acordo com o porte, faixa etária e raça. As rações para perda de peso e as terapêuticas, recomendadas para cães e gatos com determinados problemas de saúde, enquadram-se nessa categoria.


Quando Apolo era um filhotinho e o levamos ao veterinário pela primeira vez, nos foi indicada a ração Hills Science Diet, até então ele comia pedigree, mas já queríamos mudar para uma super premium e resolvemos seguir a orientação e usar a Hills para Filhotes - Crescimento Saudável. O valor do kg separadamente é em torno de R$40,00, bem salgado, mas compramos o saco de 15 kg por R$180,00 o que dá R$12,00 por kg.

O resultado foi muito bom, e a diferença foi notável logo nos primeiros dias, o hálito dele melhorou, as fezes ficaram durinhas e o melhor de tudo, ele cresceu com força e vitalidade, como o crescimento de um cachorro de porte médio como o Apolo é rápido, ele precisa estar bem nutrido para que tenha um bom desenvolvimento ósseo, além da pelagem crescer saudável, com brilho e super macia. E como temos apenas cuidados básicos com a pelagem, como a escovação diária, concluímos que a bela pelagem é devido a ração.

Ele comeu essa ração até os 12 meses, mas quando fomos trocar para a de adulto, decidimos mudar a marca e optamos pela Guabi Natural, que também é super premium e não tem corantes nem transgênicos e o preço é bem mais em conta. Compramos por R$135,00 o saco de 15kg, saiu a R$9,00/kg. O Apolo gostou muito, e continuamos tendo bons resultados, quanto ao hálito, pelagem e digestão.
Estamos usando a Natural para cães
de porte médio adultos
(a partir de 12 meses)
As rações super premium são realmente mais caras, mas comprando sacos maiores, o valor do kg cai muito e assim fica mais fácil dar uma alimentação de ótima qualidade para nosso filho de 04 patas.

Dica: Sempre que for trocar a ração do seu cachorro, faça a transição aos poucos. Misture as duas rações, coloque mais da ração que ele está acostumado a comer e menos da nova e vá mudando a proporção até deixar só a nova, em uns três dias você já vai ter feito a transição completa e seu pet não vai sentir a diferença. Porque se a mudança for de uma vez o animal pode passar mal, ter diarreia ou vômitos.

Espero que tenham gostado do post e no próximo vou falar sobre petiscos, ossinhos e o que usamos para treinamentos e recompensas.

Me acompanhe nas redes sociais :)

Blog | YouTube | Facebook | Instagram | Twitter

Nenhum comentário:

Postar um comentário