sábado, 16 de agosto de 2014

Um Apolo em nossas vidas

Sempre tive medo de cachorros. Quando era criança minha família teve alguns cães, e eu brincava com eles, mas não lembro muito bem dessa época, porque quando tinha mais ou menos uns 9 anos minha mãe contraiu toxoplasmose e não era recomendado ter nenhum tipo de animal em casa então paramos de ter cachorros, desde então nunca mais tive bichos de estimação.

O tempo passou eu cresci e casei com um homem que simplesmente adora animais, especialmente cachorros, sempre conversávamos sobre ter ou não um cão, mas eu era muito resistente à ideia, afinal moramos em apartamento e iria mudar nossa rotina, enfim não estava nos planos.

Mas como dizia um palestrante que conheci a única constante na vida é a mudança e eu tenho mudado meus pensamentos e atitudes nos últimos tempos, tenho tentado me tornar uma pessoa melhor, e acho que a vida é assim uma busca contínua por aprendizado e novas experiências.

Comecei a pensar em adotar um cachorro, ter uma vida pra cuidar, ter uma vida pela qual seria responsável, conversei com meu marido e pensamos em ir às feirinhas de adoção que acontecem na cidade, mas por n motivos nunca fomos.

Nesse meio tempo, falei dessa vontade com um amigo muito querido, ele comentou que a irmã do seu namorado tinha uma cadela que havia dado a luz a pouco tempo e perguntou se queríamos um dos filhotes, respondemos que sim e depois de um mês, mais ou menos,  chega na minha casa um filhote lindo e fofo de chow chow, me apaixonei imediatamente.

Esse é o Apolo no primeiro dia que chegou, um bebê de apenas 32 dias, no instante que chegou já fez xixi no meu tapete e de cara mudou nossas vidas.
Quando o peguei no colo senti que era meu e que já amava aquela criaturinha.
Mas nos primeiros dias fiquei confusa, não sabia direito como agir, apesar de ter buscado informações sobre a raça, era tudo muito novo, apesar de dar carinho e tentar cuidar da melhor forma possível me sentia insegura e preocupada.

Então comecei a procurar informações na internet, sobre como cuidar e educar cães, em especial o chow chow. É impressionante como a informação faz toda a diferença na vida das pessoas, quando temos conhecimento tudo fica mais fácil.

Agora estou mais confiante, estou aprendendo a lidar com o Apolo, começando a entender suas reações e suas necessidades, ele tem testado minha paciência em alguns momentos, mas tem valido a pena. Essa primeira semana foi de descobertas, que venham as próximas...


Nenhum comentário:

Postar um comentário